Populares Mês

F.C.Porto 2 - Vitória F.C. 0. Um excelente Manafá no regresso às vitórias


Frente a um Vitória muito fechado, F.C.Porto foi claramente superior, dominador, conseguiu até ao golo de Herrera, iam decorridos 15 minutos, ser paciente, ter uma boa dinâmica, largura, jogo interior, chegar ao último terço com perigo. Depois do golo, com a equipa sadina a manter a tracção à rectaguarda, os Dragões perderam alguma clarividência, o jogo ficou mais incaracterístico, até ao intervalo, tirando a saída de Danilo por lesão, alguns ameaços e um desinibido e bom de bola, Manafá, nada mais a registar.
Tudo em aberto para a 2ª parte.

Que começou com o campeão novamente a impor-se e os setubalenses a manterem a mesma postura, mesmo em desvantagem, procurando apenas defender. Mais defenderam quando Éber Bessa foi expulso por acumulação de amarelos, iam decorridos 53 minutos - não foi penalty, também não acho que tenha havido simulação, mas acho que ele devia ter levado o 1º amarelo quando foi à perna de Danilo e o lesionou. A jogar frente a um adversário com menos um, ainda ficou mais fácil para a equipa de Sérgio Conceição. Já com André Pereira no lugar de Otávio, aos 65 minutos Soares aumentou a vantagem e daí até final quase nada de relevante se passou. Os sadinos conformados e sem capacidade de reacção, os azuis e brancos, com os três pontos garantidos, apenas preocupados em deixar passar o tempo, em não se desgastarem muito.

Notas finais:
Realçar o excelente jogo de Manafá - é verdade que o Vitória não obrigou a grandes trabalho defensivo, mas esteve sempre bem posicionado, deu profundidade, foi por dentro, por fora, cruzou e assistiu bem, prometeu muito - e para um amarelo a Soares que o coloca de fora no próximo jogo. E se não há Aboubakar e Marega, se André Pereira parece apostado em não aproveitar as oportunidades, mesmo em jogos, como foi o caso de hoje, fáceis, fica complicado.

De lamentar a lesão de Danilo. Esperemos que não seja grave.

Agora temos quase uma semana até ao difícil jogo em Tondela, um luxo nos tempos que correm.

Não somos o mais maior, melhor, grande, mas somos jeitosinhos...


Um fim-de-semana de alguma azia, mas... houve uma (enorme) excepção!, por Pedro Pinto


Precisam-se de portistas com resiliência por favor!
Numa jornada em que voltámos a perder vantagem para os nossos perseguidores, quanto a mim, por culpa própria, num jogo demasiado sofrível em entrega e qualidade, houve um deles que consegui um resultado que, só por si, justificaria que hoje fosse feriado nacional, terminasse o campeonato e fosse entregue o troféu por Chalana a montar a águia Vitória, ao som das palmas efusivas no parlamento…mas, por enquanto, acima de nós…SÓ o céu azul!!! No basket, conseguimos a infeliz marca de 11-0 em derrotas com a UD Oliveirense, num registo que, na minha opinião, roça já uma questão de profissionalismo, por melhor que sejam os actuais campeões nacionais! É certo que os parciais vão diminuindo mas…são 11 seguidas! Já no hóquei, arrancámos uma vitória dificílima mas merecida no reduto de um excelente Paço d´ Arcos, chegando ao 1º lugar, beneficiando do empate entre regime e Oliveirense num jogo com mais um lance escandaloso a favorecer os do costume - Aqui.

E finalmente, o Andebol!
E aqui, quero deter-me um pouco para dizer o seguinte: não é normal termos um jogo desta envergadura num Dragão Caixa que, apesar da lotação dizer esgotada, estava apenas cheinho e, pasme-se, SEM CLAQUE!!! Vi (nunca tinha visto tal!) Fernando Madureira entrar sozinho na bancada Sul (a da claque) e a pedir a toda a gente que se encontrava ali dispersa para se juntar no sector central da mesma, por forma a…simular uma claque. De seguida pediu a alguém para tocar um bombo e pegou no megafone para cantar a, assim, orientar a claque e até os restantes adeptos presentes!!! Do outro lado…a maior e melhor claque que vi no Caixa, preenchendo meia bancada Norte e com um barulho ensurdecedor de apoio à equipa espanhola e de assobios à nossa!!! E, pelos vistos, queriam ainda mais bilhetes(…) - Aqui

Interpretem isto como quiserem mas…confesso que me ficou uma angústia enorme constatar a ausência de uma qq claque do clube num jogo destes e num dia em que não havia outro sítio onde estar!!! Quanto à nossa EXTRAORDINÁRIA equipa…bem, foi extraordinária, vencendo o jogo categoricamente frente a uns espanhóis ambiciosos, marcando 37 golos, o melhor score da prova nesta 1º jornada da Fase de Grupos da EHF Cup! Tenho pena de quem não viu…

Andebol:
No Andebol, após uma vitória caseira a meio da semana, frente ao Fafe por 40-18, o FC Porto estreou-se no passado Sábado na Fase de Grupos de EHF Cup, segunda prova do calendário europeu de clubes, logo a seguir à Champions, mas com equipas claramente de Champions. Frente aos espanhóis do Liberbank Cuenca, arrancámos para uma exibição soberba, tanto individual como colectiva, demonstrando mais uma vez a excelente qualidade do trabalho desenvolvido por Magnus Andersson e respectiva equipa técnica, tão bem interpretada pelos jogadores que (e aqui reside o segredo) mentalmente, são inexcedíveis! O resultado final de 37-26 dirá quase tudo sobre o nosso potencial de momento… Todos estiveram soberbos mas destaco Fábio Magalhães e, sobretudo, Quintana! Monstruoso! Seguem-se agora 2 jogos fora nesta competição, numa altura em que respiramos saúde e capacidade mental por todos os lados (é a diferença de ter um plantel forte e equilibrado).
Resumo
Notícia
Classificação Andebol 1(*)
Classificação Taça EHF

(*) Acrescentar mais 3 pontos relativos à vitória de ontem frente ao Belenenses por 34 - 22.
Próximo jogo: HC Constanta – FC Porto (EHF Cup – Group Phase/J2) City Hall Constanta / Sáb / 16 Fev - 12h45.

Basket:
No basket, havia mesmo um feeling que seria desta que conseguiríamos derrotar a Oliveirense e…de facto andámos lá perto, pois foi um jogo extremamente equilibrado, com ausências de peso no adversário mas que, ainda assim, teve aquela estrela ou mentalidade de campeão que, por mais que queira, não temos! Tudo se acabou por decidir no último período, com um 86-82 que poderia ser bem diferente se a nossa equipa tivesse outra tarimba e outro élan, pois 10 vitórias seguidas (a de ontem foi a 11ª !!!) conferem MUITA confiança! E…não há muito mais a dizer ou que ainda não tenha já sido dito sobre estes confrontos entre UDO e FCP…a não ser que já não existem justificações plausíveis para este descalabro, mais parecendo a malapata que temos no hóquei com o Barça (e mesmo aí é BEM diferente!). Apenas registar os 23 pontos de Sheey e 19 de Sasa na contabilidade geral, mostrando que estão num patamar acima da média apesar de, nos últimos jogos, Sasa não ter estado bem…
Jogo completo
Notícia
Classificação

Próximo jogo: Galitos FC - FC Porto (LPB) Pav. Mun. Prof. Luís de Carvalho / Sáb / 16 Fev - 17h30.

Hóquei em Patins:
No hóquei, num jogo em que o nosso treinador cumpriu um inenarrável castigo, devido aos vergonhosos acontecimentos no (onde mais poderia ser) pavilhão do regime, o FC Porto não teve vida fácil frente a um difícil Paço d´Arcos que, bem fechadinho atrás foi adiando o nosso golo até aos 44 minutos, altura em que o capitão Hélder Nunes nos adiantou no marcador, através de um livre directo! O 0-2 final, fruto de um excelente golo de Rafa valeu-nos o primeiro lugar isolado em véspera da recepção ao…regime, logo a seguir à jornada europeia do próximo fim de semana em Saint Omer, onde um empate nos levará aos 1/4 de final da prova. Apesar de até nos favorecer, não posso deixar de voltar a referir o escandaloso lance que daria o 3-4 para a Oliveirense no pavilhão do regime, como poderão ver no link inicial deste post, em que é invalidado um golo limpo aos forasteiros…ou seja, “mais um dia no escritório!”
Resumo
Notícia
Classificação

Próximos jogos: Saint Omer - FC Porto (Liga Europeia) Salle des Sports du Brockus / Sáb / 16 Fev - 19h30
FC Porto – SL Benfica (Campeonato Nacional) Dragão Caixa / Qua / 20 Fev - 20h30

A.S.Roma 2 - F.C.Porto 1. Tudo em aberto


Primeira-parte equilibrada, Roma apesar de jogar em casa não foi superior, apenas uma vez esteve muito perto do golo. Tendo mais bola, faltou à equipa de Sérgio Conceição, quando em posse, ser mais rápido e agressivo no último terço. Mas sem Marega falta ao F.C.Porto profundidade, contundência atacante, olha-se para as possibilidades e fica a sensação de só Brahimi é capaz de fazer qualquer coisa importante.

Na segunda-parte a toada foi-se mantendo, jogo equilibrado, sem grandes oportunidades, apenas uma para cada lado.
Nos últimos 25 minutos, já sem Brahimi que saiu lesionado e foi substituído por Adrián López, tudo se alterou. Do nada os italianos ameaçaram, Casillas valeu uma vez, não evitou à segunda, Roma na frente. Reagiu bem o campeão português, podia ter empatado por Fernando, não empatou, sofreu o segundo - Felipe comprometeu, perdeu a bola numa saída, Dzeko aproveitou, contra-atacou, rematou ao poste, na recarga Zaniolo que já tinha marcado o primeiro, aumentou a vantagem. Injusto, mas uma injustiça que passados poucos minutos Adrián atenuou ao fazer o golo do F.C.Porto. Portistas que não ficaram satisfeitos, tentaram chegar ao empate, não conseguiram, mas acabaram por cima, deixaram tudo em aberto para a segunda-mão.

Conhecendo como conhecemos a propaganda ao serviço do SLB, os freteiros, recadeiros e prostitutos ao seu serviço, nem quero imaginar o que se passaria se fosse F.C.Porto 10 - C.D.Nacional 0, se esse jogador que mete a cabeça à bola, fosse ex-F.C.Porto, como é um ex-Benfica, de nome Vítor Gonçalves - aqui -, mas não seria bonito, ai isso não...

Sobre os quatro jogos de interdição que o Conselho de Disciplina aplicou ao SLB - aceitam-se apostas sobre o que e quando vai decidir o TAD, o F.CPorto, nos sub-19, já vai ter de disputar um jogo à porta fechada. Mas como nós somos sempre pioneiros, já foi assim no passado com Virgílio Mendes(lesão de um jogador do clube do regime, o Leão de Génova só regressou após o lesionado regressar ao activo), já foi assim com Lisandro López, um jogo de castigo por ter simulado, dizem eles, um penalty... -, segundo uma fonte do SLB, disse ao Record: "Trata-se de uma decisão que revela o sentido persecutório da Liga e da Comissão de Instrutores, responsável pela abertura deste processo. É uma comissão formada por elementos escolhidos pelo FC Porto. É uma campanha contra o Benfica e uma tentativa de desestabilização".

De facto, é apenas a confirmação daquilo que andamos a dizer desde os primórdios do blog: a justiça só é boa, credível e funciona, quando toma decisões favoráveis ao SLB. Quando não toma, as reacções são deste tipo. Ai se o ridículo matasse ou pagasse impostos...
Ah, a fonte do SLB, deve ser o ex-sub-director do Record, Nuno Farinha, agora ao serviço do seu clube querido, cuja credibilidade está bem expressa na imagem ao lado.
A comunicação social portuguesa está cheia de gente assim, com coluna de plasticina, sem carácter e vergonha na cara, capazes de dizer agora uma coisa e passado pouco tempo o seu contrário.
Grande apoio de um Mar Azul sempre em forma.

É tempo de cerrar fileiras, continuar o combate, olho por olho, dente por dente.


Na época 2016/2017, em jogo disputado a 04/03/2017, o F.C.Porto venceu o C.D.Nacional por 7-0. No dia seguinte, Vítor Serpa, esse cobarde, minhoca e marioneta ao serviço do SLB, escreveu isto:
"Nacional táctica e estrategicamente indigente, a jogar um futebol ingénuo e desleixado".
Hoje, abstenho-me de comentar tudo aquilo que vai por aí, basta comparar as capas da pocilga da queimada desse jogo do Dragão, com a capa do jogo da Luz, para ficarem com uma ideia da desfaçatez, falta de carácter e vergonha na cara daquela gente. Mais, quem ler a toupeira com calo no cu como o macaco, Delgado, pode concluir, ainda bem que o Chalana era o nº10, porque se fosse o 15, o Nacional tinha levado 15-0.
Como diz e muito acertadamente o meu amigo no facebook, José Rebelo: "Ainda bem que o Costinha perdeu por 10 na Luz porque se fosse no Dragão a comunicação social iria destruir lhe a carreira em 10 segundos, com a alusão à sua passagem pelo FCP e mais umas pérolas desse calibre . Assim enfarda 10 e ainda recebe elogios porque não abdicou da personalidade da equipa e não sei mais quê."

Meus amigos, é contra este tipo de gentalha, contra uma máquina de propaganda sem escrúpulos e que usa métodos mafiosos e nazis, que temos de lutar. O F.C.Porto já esteve muito bem, agora está numa fase difícil, mas ainda lidera e acredito convictamente que temos capacidade e valor suficiente para dar a volta por cima a este momento menos fulgurante e atingir os objectivos pretendidos.
Lamento que alguns que festejaram em grande os 3-1 ao SLB na Taça da Liga, venham agora dizer que não devíamos ter utilizado aquela equipa, poupado jogadores.
Lamento que alguns que já embandeiravam em arco, o bicampeonato era uma certeza, agora sejam os primeiros a atirar a toalha ao chão.
Quem não acreditar, OK, está no seu direito, mas poupem-me e vão pregar pessimismos para outro lado. Com portistas assim nunca teria sido possível aquele 90+2 protagonizado por Kelvin. E isto não é totobola à segunda-feira, basta ir ao arquivo do blog para ficarem com a certeza que nunca desisti e enquanto andar por aqui... nunca vou desistir.
É tempo de cerrar fileiras, continuar o combate, olho por olho, dente por dente.

Moreirense 1 - F.C.Porto 1. Resultado justíssimo


Até podíamos ter ganho no último suspiro, mas não merecíamos, o empate é justíssimo.
A primeira-parte foi razoável, a segunda fraquinha, pouco Porto, mas muito por mérito de um excelente Moreirense - organização, critério, bons jogadores, qualidade de jogo.
Embora com melhores resultados - dois empates versus duas derrotas -, estamos a atravessar uma fase complicada, com contornos semelhantes ao que aconteceu na época passada. É preciso acreditar que tal como aconteceu em 2017/2018, também em 2018/2019 saberemos encontrar o rumo certo, atingir os objectivos pretendidos.
Faz bem o Sérgio Conceição em não falar mais de arbitragem e remeter o tema para o comentador de arbitragem do Porto Canal. Eu vou fazer o mesmo. Arbitragem? O António Perdigão é que sabe... mas atenção, não foi porque culpa de Jorge Sousa que os Dragões não conquistaram os três pontos.

Não foi o melhos dos fins de semana, mas... pouco ou nada mudou na frente!, por Pedro Pinto


Fim de semana agridoce para o FC Porto!
Na ressaca de um empate amargo em Guimarães, mas que na minha opinião não belisca em nada o orgulho e confiança que sinto no grupo de SC (o principal é que no final de cada jogo, todos tenham dado o seu melhor!), este foi um fds que nos criou sensações diversas, pois se no basket seria sempre difícil ganhar em Oliveira de Azeméis, apesar da nossa retoma alicerçada em 11 vitórias consecutivas, já no hóquei esperava-se um jogo bem mais tranquilo, considerando o poderio exibido pela nossa equipa nos jogos anteriores. No andebol, aí sim, o resultado foi muito bom e a exibição ainda melhor, perante um adversário de valor mas que não teve a mínima hipótese perante um Porto endiabrado, tanto individual como colectivamente! Por fim, quero destacar ainda a excelente prestação e triunfo da equipa de natação portista no “X Meeting da Póvoa de Varzim”, superando a Selecção Portuguesa e a equipa da Team Nuoto Lombardia.
Ver aqui

Andebol:
No Andebol, o FC Porto recebeu o ABC, para um clássico do nosso andebol e, fruto de uma excelente exibição, venceu por 36-22. Foi um jogo de grande exuberância da nossa parte, que banalizou um ABC recheado de bons valores mas que não teve capacidade de contrariar um colectivo fortíssimo, em que todos os jogadores se exibiram a um nível elevado! Yoan Balasquez, com 6 golos foi novamente o melhor marcador, num jogo que comprova o extraordinário trabalho que está a ser feito por Magnus Andersson e a sua equipa técnica, cuja empatia com os jogadores é notória, sem esquecer a própria disponibilidade dos jogadores, que acreditam no que fazem e fazem-no muito bem! Já neste Sábado, espero ter um Dragão Caixa completamente cheio, para a recepção aos espanhóis do Cuenca, naquele que será o 1º jogo da Fase de Grupos da EHF Cup! A equipa merece e…os portistas também!!! Não faltem!!! Vai valer a pena!!! (sem esquecer que, antes, na 4ª feira ainda há um Fafe para vencer!)
Resumo
Notícia
Classificação

Próximos jogos: FC Porto –AC Fafe (Campeonato Andebol 1) Dragão Caixa / Qua / 06 Fev - 20h30 FC Porto –Cuenca (EHF Cup – Group Phase/J1) Dragão Caixa / Sáb / 09 Fev - 18h00

Basquetebol:
No basket, as expectativas eram grandes pois, apesar do jogo ser a visita ao actual campeão nacional, a equipa tinha demonstrado claros sinais de retoma, culminando com a excelente vitória sobre um regime invicto até aí…No entanto, apesar de um bom início de jogo, que durou até ao intervalo, o FC Porto acabou por baquear (pela enésima vez!!!) frente a uma UDO que é claramente mais forte, sobretudo, mentalmente, apesar de terem existido várias situações de arbitragem muito, muito discutíveis e que ajudaram à reviravolta do resultado a favor dos da casa! No final, um 93-80 um pouco mentiroso... No entanto, uma vez que no final tudo se decidirá no play-off, as consequências desta derrota são poucas. Segue-se novo jogo frente a esta equipa da UDO, mas para a Taça Hugo dos Santos que poderá bem trazer uma boa surpresa para nós…a ver vamos! É uma competição que se joga longe mas, como os portistas existem em todo lado e cada vez mais, haverá seguramente um grande apoio nas bancadas do Pavilhão de Sines!
Resumo
Notícia
Classificacão

Próximo jogo: UD Oliveirense - FC Porto (Taça Hugo dos Santos) Pav. Multiusos Sines / Sáb / 09 Fev - 18h30

Hóquei em Patins:
No hóquei, jogo pouco inspirado, com alguma displicência defensiva e que motivou até uma chamada de atenção de Guillem Cabestany aos seus pupilos, dizendo que apenas o resultado de 7-5,nos poderia satisfazer…mais nada! Hélder Nunes e Cocco foram decisivos num jogo em que estivemos muito perto de empatar, o que seria péssimo numa jornada em que o regime voltou a perder pontos no recinto do Sp. De Tomar! Espera-se um despertar enérgico da equipa no próximo teste que…vai ser de fogo, pois o Paço de Arcos foi a única equipa a derrotar o campeão Sporting, pelo que neste jogo não irá ser diferente! Cabe aos jogadores mostrarem que querem muito ganhar…o título!
Resumo
Notícia
Classificação

Próximo jogo: CD Paço de Arcos - FC Porto (Campeonato Nacional) Pav. CD PdA / Sáb / 09 Fev - 20h00

Foi um passo atrás, mas às vezes há males que se forem bem ponderados podem vir por bem


Sem ter feito uma exibição de encher o olho, em particular na segunda-parte, o F.C.Porto foi superior em todos os capítulos do jogo - mais bola, mais remates, muitos mais cantos, uma mão cheia de oportunidades contra zero do Vitória... -, merecia ganhar. Não ganhou porque não foi eficaz, foi incapaz de concretizar uma de várias oportunidades que teve e quando meteu a bola lá dentro não valeu. E esta é uma pecha que nos jogos frente ao Vitória custaram 5 pontos. Aliás, tirando o jogo da Luz em que não mereciam vencer e com o Braga em que o empate talvez fosse o resultado mais justo, em todos os outros jogos os Dragões foram sempre superiores.

De lamentar a lesão de Marega, mas não é propriamente uma surpresa, já tinha acontecido na temporada anterior. O maliano é uma força da natureza, mas não é de ferro. Quer jogar sempre, faz cara feia mesmo quando é substituído com o resultado feito e perto do fim, dá sempre tudo, rebentou e agora fica parado numa altura importante da época com a Champions ao virar da esquina. Sem Marega, talvez entre um médio, Danilo ou Otávio, passemos a jogar em 4x3x3 e daí não venha nenhum mal ao mundo azul e branco.

Como o F.C.Porto é sempre preso por ter cão e por não ter em lances duvidosos de fora-de-jogo, nem vale a pena comentar o golo invalidado a Pepe - no Jogo o tribunal é unânime em considerar o golo irregular, na mesma linha do que tinha acontecido com o golo do Benfica na Taça da Liga e que tanta celeuma deu. Coerência, uma coerência que alguns dudus desta vida nunca terão. Esses vão variando conforme dá jeito, mas sempre a favor do mesmo e contra o mesmo. Para que fique claro, se não foi por culpa de Rui Costa que o F.C.Porto não ganhou, também não posso deixar de dizer que o árbitro é fraquinho, fez uma arbitragem ao nível daquilo que é a sua pouca qualidade.
A prestação de António Perdigão no Porto Canal, no pós-jogo, é mais uma prestação lamentável e que atingiu o ponto mais alto quando amuou, vitimizou-se, apenas porque os outros comentadores não tinham a mesma opinião.

Foi um passo atrás, mas às vezes há males que se forem bem analisados, ponderados, aproveitados podem vir por bem. Já andava muita gente iludida com os cantos de algumas sereias, muita euforia, eram só facilidades. Não é assim, ao F.C.Porto nada é dado de mão beijada, é preciso trabalhar e lutar muito para conseguir ter sucesso.
Sexta-feira em Moreira de Cónegos vai ser mais um jogo difícil, o Moreirense em casa  tem um histórico de criar muitas dificuldades ao F.C. Porto. Mais que estar a lamentar este empate injusto e que já originou uma grande festança no Portugal dos pequeninos, é importante reagir, dar um sinal forte que não é um empate que abala a confiança de um Dragão que quer muito o bicampeonato.

Maior enchente da época no D.Afonso Henriques. Tem piada...

Nota final:
Um porco é sempre um porco, uma toupeira é sempre uma toupeira, um rato de esgoto é sempre um rato de esgoto, alguém que nunca foi intelectualmente sério não é agora que vai começar a ser. Por isso não admira que nunca tenha tido a coragem de atacar Vieira, mas não perdeu a oportunidade para atacar Varandas, apenas porque o presidente do Sporting disse o óbvio, Vieira não presta, está a mais no futebol português. É o mesmo porco que não teve uma única palavra de condenação sobre aquilo que foi dito por Valdemar Duarte na BTV.

Entre o F.C.Porto vs Belenenses e uma notícia que define a actual Bola


Dia de temporal, relvado difícil, mas excelente reacção à perda, inglória, da Taça da Liga.
Uma exibição competente, atitude, compromisso, mas com alguns hiatos - continuamos a perder bolas e a fazer passes errados em zonas proibidas e que depois apanham a equipa descompensada, originam contra-ataques perigosos. Já tinha acontecido no jogo com o Benfica, voltou a acontecer com o Belenenses SAD, vem aí a Champions League onde estes erros podem ter consequências graves, importa estar atento, corrigir - e vitória justa, frente a uma equipa que deu excelente réplica e merecia o golo de honra.

As sopeiras:
As sopeiras da Luz ficaram histéricas com o que disse Frederico Varandas sobre Luís Filipe Vieira e o Benfica.
As mesmas sopeiras que sempre ficaram caladas nos ataques desabridos e descabelados de Luís Filipe Vieira, que colaboraram e promoveram comunicados violentíssimos contra o futebol e encontros de presidentes de Benfica e Sporting contra o F.C.Porto, agora rasgaram as vestes, atiraram-se a Frederico Varandas.
É uma constante: se houver boas relações e convergência entre F.C.Porto e Sporting, um vai engolir o outro, ui que é contra o SLB. Mas se as boas relações e a convergência forem entre Benfica e Sporting, para além de as promoverem e exaltarem - as fotos são significativas -, claro, já não é assim, é tudo pelo bem do futebol luso.

O jornalismo em Portugal, sobre desporto, futebol em particular:
Obviamente, com algumas excepções, é isto: por um lado o fundamentalismo, sectarismo, facciosismo, desonestidade intelectual, falta de rigor, isenção, ética e deontologia. Por outro, por estratégia comercial, o raciocínio é básico: o SLB é o maior clube, é aos benfiquistas que mais vendem, toca a dar-lhes o que querem, fazer tudo - e o tudo aqui significa vender a alma ao diabo - para que o Benfica ganhe. Ganhando o Benfica vendemos mais papel, temos mais visitas, cliques, audiências, logo, ganhamos nós.
Depois, lupa e olhos de lince para tudo que diga respeito ao F.C.Porto - melhor, para todos os que possam colocar em causa os êxitos do SLB -, cegos, surdos e mudos quando se trata do Benfica. Sempre prontos a dar lições de moral, mas não passam de moralistas à la carte. São uns valentões a criticar comportamentos desviantes do F.C.Porto, cobardes até dizer basta quando se trata do Benfica.
Como digo muitas vezes, há homens, homitos, macacos e macaquitos. O jornalista da Bola, sim porque Santos Neves é um jornalista da Bola e não do chiqueiro, quando diz o que disse - clicar na foto ao lado - marcou a diferença e de que maneira, não digo para um Delgado, Guerra ou Bonzinho, esses nunca serão equilibrados, nem intelectualmente sérios, são fundamentalistas pró-SLB, mas para todos aqueles, em particular o pastel de Belém, que não tiveram a coragem dizer, como disse Santos Neves, aquele comportamento de Valdemar Duarte na BTV, é uma coisa inaudita e que devia ter tido consequências drásticas por parte do Benfica.

Domingos Soares Oliveira, em entrevista ao chiqueiro, tirando alguns delírios de grandeza - já está em curso a campanha à imagem da levada a cabo com Renato Sanches, João Félix é o novo Maradona. Ou será o novo Messi? - diz que o discurso tem de ser diferente, é preciso defender a indústria, o ranking de Portugal na UEFA, etc., etc..
Tudo isto é muito bonito, mas como podem os clubes por-se de acordo quando há um que tem na liderança alguém arrogante, prepotente e que acha que o Benfica está 10 anos à frente da concorrência, é o mais maior, melhor, grande clube do universo, aos rivais está a penas destinado o papel de figurantes, prestar vassalagem, curvar-se, estender a passadeira ao SLB?
Que quando o Benfica ganha tudo no futebol português é maravilhoso, não se pode tocar no mérito do SLB nem com uma luva de pelica, mas quando não ganha coloca tudo em causa, nunca há verdade desportiva?
Alguém para quem a justiça só funciona se decidir a favor, se decidir contra está clubitizada, há uma justiça a má a Norte e outra boa a Sul?
Como pode haver um futebol português melhor se no seu canal de televisão mesmo perante os mais miseráveis e vergonhosos comportamentos, que deviam merecer uma tomada de posição, um pedido de desculpas, nem que seja disfarçado para não incomodar os comedores de gelados com a testa, há apenas silêncio?
Como pode haver sossego quando o lema é repetir até à exaustão as mais descaradas mentiras para passar uma realidade alternativa?
Como pode haver tranquilidade e serenidade quando sistematicamente se insulta, provoca, difama um dos rivais?
Não, não pode. Só podia, por exemplo, acabassem com o F.C.Porto e os portistas. E como isso não é possível, vai haver sempre alguém que resiste e diz não.

Nota final:
Nunca ninguém me ouviu ou ouvirá dizer que nós, F.C.Porto, somos uns anjinhos, num futebol de demónios. Agora também não aceito, de maneira nenhuma, aquela mentira há anos sempre repetida, que nós, F.C.Porto, somos os demónios num futebol de anjinhos.
Se todos partirem deste princípio... talvez se possa começar a mudar. Se não for assim, se se persistir em arrotar grandeza, então não vamos sair disto.
Estou a repetir-me, mas não há como sair disto.

PS 1 - Mamadou Loum é jogador do F.C.Porto.
Que seja bem-vindo, tenha muita sorte e muito sucesso de Dragão ao peito.
Como conheço mal o jogador, como faço sempre, não dou bitaites, espero para ver. Sobre os valores da transferência que circulam - 7,5 milhões por 75% do passe -, idem aspas e por uma razão simples: já por várias vezes os números que vieram na imprensa não correspondiam à realidade e depois se é caro ou barato ver-se-á mais lá para a frente. Boly, por exemplo, também era caro e mesmo tendo jogado muito pouco no F.C.Porto, acabou por ser uma excelente negócio.

PS 2 - Hoje não há artigo de Pedro Marques Lopes, por uma razão:
Correram com ele da Bola e nem sequer lhe deixaram fazer uma crónica de despedida.
A Bola agora é isto, um jornal capturado e manipulado pelo Benfica, um jornal sem vergonha na cara, indigno dos seus fundadores e de muitos jornalistas que sendo benfiquistas, tinham ética, respeito, bom senso, equilíbrio, não eram bonecos como Vítor Serpa, ratos de esgoto como Delgado ou Guerra.

Três em três nas modalidades. Os sonhos estão bem vivos!, por Pedro Pinto


Fim de semana de pleno sucesso para os Dragões!
Numa semana claramente marcada pela Taça da Liga* em futebol, em que, na minha opinião, a prestação do FCP me orgulhou, apesar da enorme frustração de não ter conseguido o troféu, mais do que merecido (um pouco à semelhança da edição passada), coube às modalidades o mérito de equilibrar as nossas emoções, com 3 saborosas vitórias em outros tantos jogos. Sendo de destacar, obviamente pela dificuldade, a do nosso basket frente ao 100% vitorioso sl regime, se bem que a do hóquei, em Oeiras possa ter sido um passo decisivo nas contas do título, de tão difícil que foi!
Já no andebol, a vitória esperada nos Açores marcou o início de um ciclo infernal mas extremamente cativante de jogos nacionais e internacionais que nos podem trazer muitas alegrias, ou seja, este pode muito bem ser um ano daqueles BEM azuis e brancos, com vitórias no futebol e modalidades, capaz de provocar obras no nosso museu, para receber tantos novos troféus ;-) !!!
*Queria apenas referir que apesar da enorme azia que ainda sinto pelos acontecimentos na Taça da Liga, que SC e o grupo tanto queriam vencer (e tanto fizeram por isso!), o meu orgulho neles continua intocável e inabalável! Criticar é fácil e, para os portistas, torna-se (infelizmente) demasiado banal, pois a memória parece curta… Uma palavra final para Óliver que, apesar do chorrilho inacreditável de críticas a que foi sujeito, muitas delas a roçar o insulto fácil, mostra um carácter de fazer inveja a muita gente, retratando-se publicamente, mesmo sabendo que quando se perde ou ganha…todos perdem e todos ganham! Um exemplo!!! (e de Óliver, este não é o único exemplo do seu carácter!)…

Andebol:
No Andebol, o FC Porto deslocou-se aos Açores, para defrontar e vencer o SC Horta por 17-34, num jogo que marca o início de um ciclo infernal, com 17 jogos em 63 dias! Como se previa, a nossa superioridade foi absoluta, mesmo com um 7 com algumas alterações importantes, como a utilização do nosso jovem e muito promissor GR Francisco Oliveira, de apenas 16 anos, contratado ao Fermentões!
Yoan Balasquez, com 8 golos foi claramente o melhor marcador, num jogo de sentido único e que, mais uma vez, comprova que a preparação para o que aí vem tem sido muito bem acautelada pelo grupo, com Magnus Andersson à cabeça, deixando, na minha opinião, um sentimento muito forte de esperança numa gracinha europeia e, claro, no título e Taça!
Espero sinceramente que os adeptos portistas acarinhem bastante a equipa, que faz bem por merecer esse apoio e que encham o Caixa nos vários e importantes jogos que se avizinham, pois acho mesmo que esta equipa nos vai dar grandes alegrias e já esta época!!!
Resumo
Notícia
Classificação

Próximo jogo:
FC Porto – ABC Braga (Campeonato Andebol 1) Dragão Caixa / Sáb / 02 Fev - 18h00

Basket:
No basket, jogo grande no Dragão Caixa, com a recepção ao regime que, até aqui tinha 100% de vitórias. Mas…a nossa equipa está claramente em retoma, como provam as 11 vitórias consecutivas e entrou neste jogo muito assertiva, raçuda, à Porto e…não deu hipótese aos encarnados, chegando mesmo a ter 36 pontos de diferença! Só no 4º período relaxou (demais!), marcando apenas 9 pontos, o que permitiu nivelar um pouco o resultado final de 96-78. Com esta exibição, em que se destacou (e de que maneira!!!) João Soares e, sobretudo, com esta consistência em franco crescimento, é bem possível que haja uma surpresa na visita à UD Oliveirense, talvez o jogo mais difícil desta fase!
Ainda falta muito campeonato mas a sensação que fica é a de que, continuando com este progresso exibicional e mental, o FCP pode mesmo sonhar com títulos já esta época, mesmo com um início extremamente fraco, cujas “feridas” começam finalmente a desaparecer…
Resumo
Notícia
Classificação

Próximo jogo:
UD Oliveirense - FC Porto (Liga PB) Pav. Dr. Salvador Machado / Sáb / 02 Fev - 16h00

Hóquei em Patins:
No hóquei, o FC Porto foi na passada 4º feira a Turquel, à “Aldeia do Hóquei”, para defrontar a equipa local, naquele que foi o último jogo da 1ª volta. E, com mais uma excelente exibição (nos últimos 4 jogos apenas sofremos 2 golos!) o resultado de 1-7 final comprova o bom momento que a equipa atravessa, com destaque para o nosso capitão Hélder nunes, com um hat-trick, respirando saúde e confiança, que espero que se mantenha para uma 2ª volta que se pretende de muito sucesso, não só nacional, como internacional!
Resumo
Notícia

Já neste Sábado, nova deslocação, desta feita a Oeiras, onde defrontámos uma equipa muitíssimo aguerrida, que já tinha complicado a vida a Sporting, Oliveirense e sl regime, provocando até a saída do técnico Pedro Nunes! O Porto entrou muito forte mas a réplica do Oeiras não foi diferente, o que aliado a uma pista difícil e a uma arbitragem muito fraca…tornaram este jogo uma autêntica montanha! O resultado final de 4-5, com 4 golos do nosso goleador Gonçalo Alves, demonstra que este pode muito bem ter sido um jogo decisivo na conquista do campeonato! A vitória só foi assegurada mesmo no último suspiro!!!
Resumo
Notícia
Classificação

Próximo jogo:
FC Porto – Juv. Viana (Campeonato Nacional) Dragão Caixa / Sáb / 02 Fev - 15h00

- Copyright © Dragão até à morte. F.C.Porto, o melhor clube português- Edited by andreset